sexta-feira, 22 de março de 2013

INTRODUÇÃO À SEMÂNTICA - SIGNIFICAÇÃO DAS PALAVRAS


A Semântica é a parte da gramática que estuda os aspectos relacionados ao significado das
palavras e dos textos. Assim, trata, entre outros, de assuntos como
sinomínia, antomínia, ambigüidade etc.
Estilística é a parte da gramática que estuda alguns dos
recursos de expressão da língua, como por exemplo, as figuras de
linguagem.
Para falar bem uma língua, precisamos ter controle sobre o
significado que a palavra assumem nos contextos em que são empregadas. É o que deve fazer,
por exemplo, o verme desta tira:2
Significado é o valor semântico que a palavra assume no contexto, na situação
concreta de comunicação.
A significação global de uma palavra (e, por extensão, de um texto) abrange uma dupla
2 Extraído do livro Gramática, texto, reflexão e uso. William Roberto Cereja & Thereza Cochar Magalhães.
A palavra só tem
verdadeiramente sentido,
quando no contexto,
quando inserida no texto.
www.DigitalApostilas.com
LÍNGUA PORTUGUESA
66 Você em 1º Lugar!
face: os significados denotativos e conotativos. A denotação designa "o significado mais literal
e restrito de uma palavra, independente do que se possa sentir em relação a ela ou às sugestões
e idéias que ela conota" (Cuddon), enquanto a conotação designa o conjunto de associações
que uma palavra ou texto sugerem, ou cada um desses sentidos secundários. A denotação e a
conotação combinam-se em graus variáveis, ocorrendo oscilações entre ambas: a ênfase no pólo
denotativo (referencial) dilui o pólo conotativo (predominantemente - mas não exclusivamente -
expressivo).
DENOTAÇÃO É a significação básica, normal, objetiva. É a propriedade que possui
uma palavra de limitar-se a seu próprio conceito, de trazer apenas o seu significado primitivo,
original. Assim, as palavras de um livro técnico são meramente denotativas. Podemos simplificar
dizendo que DENOTAÇÃO É O SENTIDO COMUM, HABITUAL E PRECISO DE UMA
PALAVRA, AQUELE QUE CONSTA NOS DICIONÁRIOS.
CONOTAÇÃO É a significação adquirida, derivada, secundária. É a propriedade que
possui uma palavra de ampliar-se no seu campo semântico, dentro de um contexto, podendo
causar várias interpretações. O autor de uma obra literária dela se vale para criar uma realidade
imaginária. Podemos dizer que CONOTAÇÃO É O SENTIDO FIGURADO QUE UMA PALAVRA
PODE ASSUMIR NO CONTEXTO EM QUE É EMPREGADA.
DENOTAÇÃO CONOTAÇÃO
• As estrelas do céu
• Vestí-me de verde.
• O fogo do isqueiro
• As estrelas do cinema
• O jardim vestiu-se de flores
• O fogo da paixão.
POLISSEMIA Significações variadas contidas numa palavra. A determinação
dessas significações somente se realiza no interior de cada contexto.
A palavra cabeça, por exemplo, contém múltiplas significações. O sentido determinado,
entretanto, dessa palavra estará na dependência do contexto de que ela estiver participando.
HOMONÍMIA Propriedade que têm certas palavras de apresentarem igualdade ora
na grafia, ora na pronúncia, ora em ambas, mas diversidade de significado. Ex.: acento/assento;
concerto/conserto.
Assim, as palavras homomínias podem ser:
HOMÓGRAFAS HETEROFÔNICAS (igual na escrita e diferente no timbre ou na intensidade
das vogais). Ex.: pôde/pode; olho/olho, (verbo e substantivo)
HOMÓFONAS (iguais da pronúncia e diferentes na escrita)
Ex.: acender (atear, pôr fogo) e ascender (subir)
concertar (harmonizar) e consertar (reparar)
HOMÓFONAS HOMOGRÁFICAS (iguais na escrita e na pronúncia)
Ex.: caminha (substantivo) e caminha (verbo)
cedo (verbo) e cedo (advérbio)
somem (verbo somar) e somem (verbo sumir)
livre (adjetivo) e livre (verbo livrar)
PARONÍMIA Propriedade que têm certas palavras de apresentar semelhança (não
igualdade) no que se refere à estrutura fonética. Ex.:ratificar (confirmar) retificar (corrigir)
SINÔNIMO
Propriedade de duas ou mais palavras possuírem identidade ou semelhança de
significados. Ex.: beiço/lábio.
Sinônimos são palavras de
sentidos idênticos ou aproximados
que podem ser substituídas umas
pelas outras em diferentes
contextos.
www.DigitalApostilas.com
LÍNGUA PORTUGUESA
67
Observe as frases:
Maria gosta de ler.
A menina gosta de ler.
A garota gosta de ler.
A jovem gosta de ler.
Podemos constatar que, em determinado contexto, é possível substituir Maria por
substantivos como menina, garota e jovem. E mesmo que a pessoa em questão fosse outra -
Carmem, por exemplo - também poderíamos nos referir a ela com esses substantivos. Por
exemplo:
Carmem pretende ser médica.
A menina pretende ser médica.
A garota pretende ser médica.
A jovem pretende ser médica.
Palavras que, em contextos diferentes, podem ser substituídas umas pelas outras - como
menina, garota e jovem - são consideradas sinônimas.
ANTÔNIMO
Propriedade que tem duas palavras de possuírem significados opostos. Ex.: amor/ódio.
Quanto há uma relação de oposição entre duas palavras - como lê livros - detesta livros -,
dizemos que elas são antônimas.
Antônimos são palavras de sentido contrário.
Às vezes, a oposição significativa resulta do emprego de palavras constituídas por radicais
diferentes: alto/baixo.
Outras vezes, as palavras são cognatas, isto é, têm o mesmo radical, e a oposição
significativa é obtida pelo emprego de prefixo negativo: grato/ingrato.
Finalmente, pelo emprego de palavras cognatas, obtendo-se a oposição significativa pela
utilização de prefixos de significação oposta: progresso/regresso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário